Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2013

MINHA HISTÓRIA 4º PARTE - FIRMANDO A CONSTRUÇÃO

Imagem
Continuei bebendo e fumando escondido, continuei sonhando com uma vida melhor, mentia para minhas amigas, fingindo ter o que sonhava. Continuei vivendo num mundo interior hostil, a "maldita voz" começou a me mostrar as crianças que viviam ao meu redor e me fazia lembrardo que fizeram comigo, e de como foi bom, assim começou  a nascer o desejo de querer fazer com elas o que fizeram comigo. A "maldita voz" me atormentava com esse pensamento de dia e de noite ao ponto de quando eu ficava sozinha com uma criança meu coração disparava, como se eu fosse explodir, tinha muito medo, e era tomada por um desejo maior que minhas forças queria tocá-las e sentir o que aprendi com a "maldita voz", não conseguia desviar meus pensamentos nenhum instante, e era encorajada o tempo inteiro para fazer  o que tinham feito comigo, até que fiz a vontade da "maldita voz". Tornei-me uma criança abusadora assim como fui abusada. Isso me fazia triste, me fazia ter muita ve…

Minha História - 3º - Construção Desastrosa

Imagem
Nunca fui a um local oficial que cultuam os encostos, mas estava sempre presentes em festas que cultuavam eles, estava sempre envolvida com pessoa que os serviam, estava sempre onde tinha um espírito manifestado em alguém fazendo consulta ou sendo ofertado. A cada festejo religioso, carurus, mingaus, pipocas e outros eu estava no meio. Eu era sempre um dos 7 meninos escolhidos pelos encostos para sentar a mesa deles, principalmente pela crispina(uma espécie de pomba-gira que finge ser uma menina), participava de todos esses eventos e comia as oferendas com muito prazer, afinal eu passava muita fome e  a única coisa que eu mais queria era me livrar dela. Costumava retirar das encruzilhadas pratinhos de barros, velas e dinheiro que eram arriados em rituais, para brincar e utilizar em casa, pois não tínhamos energia elétrica e a pobreza era grande. Também destruía com pedra e pau, juntos com meus colegas os trabalhos, não tinha medo, não sabia o poder que os encostos tem na vida de quem …